Maratona de Natal # 5 – A Felicidade Não Se Compra – 1946


Resultado de imagem para a felicidade não se compra filme
A FELICIDADE NÃO SE COMPRA
It´s a Wonderful Life
EUA
Ano: 1946
Onde Assistir: Amazon Prime
Elenco: James Stewart, Donna Reed, Lionel Barrymore

George Bailey é um cara que está bem desanimado, desiludido, desarvorado. Há anos ele tem deixado suas esperanças e seus sonhos para trás, sempre em benefício dos outros. Mas tudo que sempre quis foi ganhar o mundo e faze a diferença.


Porém, sempre que ele está quase lá, sempre que acha que dessa vez vai conseguir realizar seu grande sonho, alguma coisa acontecia, e ele acabava preso na cidadezinha da qual queria desesperadamente sair. Isso o chateava demais, mas sempre engolia a amargura e guardava tudo para si.

E de alguma forma ele vai se conformando e tocando a vida. Casa-se com Mary, uma amiga de infância, e então quando está indo viajar em lua-de-mel outra crise pipoca e lá vai George ter de resolver. Nem quando vai viajar em sua lua-de-mel o negócio dá certo pro coitado.

Mas então as coisas vão seguindo, mas em uma luta constante e diária. Mary tentando dar uma cara de lar à casa caindo aos pedaços que conseguiram comprar, os filhos vão chegando, as despesas aumentando e as coisas indo bem difíceis na sua pequena firma, pois na ânsia de ajudar a todos George muito mal tinha algum lucro. E o ponto alto da crise é quando o tio dele perde um dinheirão que ia fechar a contabilidade da firma, e ele acaba ficando em apuros. E o grande FDP do filme, que acha o envelope com o dinheiro perdido (um homenzinho arrogante, avarento que toma conta da maioria dos negócios da cidade, chamado Henry Potter) se recusa a ajudá-lo, querendo mais é ver o circo pegar fogo pra se aproveitar da situação.

E é assim que George chega ao ápice de sua desilusão com sua vida. Cansado de tudo, depois de lutar tanto e sempre bater de frente em vários obstáculos, George vai para em uma ponte disposto a cometer um haraquiri. É então que ele conhece Clarence, o seu anjo da guarda que precisa ajudá-lo para poder ganhar suas asas. E como George ainda está com pensamentos suicidas, desejando nunca ter nascido, o anjo, em uma tentativa radical de mudar as coisas, realiza esse desejo.

Então nesse momento George vislumbra um mundo onde ele não existe e aí finalmente vai percebendo o quanto sua vida, que ele estava julgando ser patética e inútil, fez a diferença para muita gente.

Honestamente achei o filme um pouco longo demais. Não exatamente pelo tempo (ele tem aproximadamente 2 horas e 10 minutos), mas porque as coisas demoram muito para acontecer. E a parte que achei que seria muito mais interessante durou quase nada. Os diálogos são longos e, por vezes, massantes. Entendo que precisavam criar um contexto para mostrar a importância do personagem, mas poderiam encurtar bem mais esse “contexto” né? rs.

Mas, apesar dos probleminhas que falei acima, o filme emociona, sim, em muitos momentos. E claro, a história do “e se” já foi contada de várias formas, em várias épocas no cinema, porém, nunca deixa de emocionar. E no caso desse filme, no faz pensar o quanto, mesmo saber, podemos fazer a diferença na vida de tantas pessoas.
Beijos e até,
Gisele
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s