Festival de Carnaval # 1 – THE SINNER (Série)

Resultado de imagem para the sinner

THE SINNER
Série original USA Network – 2017

Uma jovem mãe esfaqueia um desconhecido até a morte. Agora o detetive do caso não vai sossegar até desvendar o que há por trás das memórias desaparecidas da assassina.

Estrelando: Jessica Biel, Bill Pullman, Christopher Abbott

Sim, eu sei… falei que não ia comentar nada sobre séries no blog antes, no post da cinemateca…mas confesso para vocês que depois de assistir essa, foi absolutamente impossível não vir aqui e recomendar. É uma das melhores coisas que assisti nos últimos tempos, e olha que tenho visto muita bombinha cinematográfica que tentam nos passar como a melhor obra de todos os tempos da última geração… só que não.

Esta é a primeira temporada, mas apesar disso todas as questões do mistério se resolvem, então acredito que a próxima – que já ouvi falar que vai ter – deve ser outra história sobre um outro caso, para o grupo do detetive Harry Ambrose resolver. Esta temporada tem 08 capítulos, cada capítulo com cerca de 55 minutos, e está toda disponível na Netflix, então mais que perfeita pra ver todinha nesse feriado de carnaval, rs.
A história começa mostrando a rotina do casal Mason e Cora Tanetti com seu filhinho pequeno e ao longo desses primeiros minutos você já vai percebendo que tem alguma coisa estranha com ela, vai sentindo que alguma coisa nesse negócio vai dar ruim. E então, rápido e rasteiro, lá vem o tiro: Cora sem nenhuma explicação aparente, mata um homem a facadas. Assim mesmo, do nada. E aí você começa a fazer aqueles questionamentos mentais de “como assim?” “que que é isso?” “de onde saiu?”.
E olha que isso nem é spoiler, é o pontapé da série e já acontece de cara no começo do primeiro episódio. Assim percebe-se que a questão gira em torno não do “quando?”, nem “quem?” e nem “Onde?”, mas sim no “Por que?”. Então, a partir daí o espectador é conduzido pela investigação para responder esse ponto central da trama. Buscar alguma explicação lógica do porque Cora, uma esposa e mãe de família, fez aquilo e que raios aconteceu com essa mulher, porque diante de tudo que ocorre desde o começo do episódio até esse ponto dá pra perceber que ela não regula muito bem. E ao longo dos outros episódios vamos alternando entre o passado e o presente de Cora, mostrando cenas de sua família e de sua vida pregressa, sendo todos esses acontecimentos guiados ao longo da investigação liderada pelo detetive Harry Ambrose.
Harry é outro personagem que achei impactante na série, que claramente também tem os seus próprios demônios para lidar. Fica claro que o cara, apesar de um brilhante investigador, também é muito surtado. Ele mesmo está lutando para resolver essas questões e salvar seu casamento, mas as suas neuras ficam no meio disso. Pelo menos nessa temporada não é falado muito sobre os possíveis acontecimentos do passado de Harry que o levaram a ter certos “desvios comportamentais”, vamos dizer assim, mas fico aqui com a esperança de que a segunda temporada possa vir a explorar mais esses problemas e sobre a sua origem, pois fiquei me remoendo de curiosidade para saber afinal qual é a fonte desse comportamento um tanto quanto excêntrico dele.
Achei que todos os atores estão muito bem, cada um com sua contribuição para deixar o clima da série cada vez mais misterioso e sombrio. Desde a inércia inicial do Mason, marido da Cora, passando pelas “coisas” do Harry, os perrengues sofridos pela família dela, os links de seu passado que são encontrados, até descobrirmos o âmago da razão pela qual Cora fez o que fez. É como se fosse um trabalho de ligue-os-pontos. As partes do quebra cabeça da vida de Cora vão se apresentando capítulo por capítulo e você vai tentando juntar as peças pra montar e analisar o todo. É instigante e completamente envolvente, você vai alternando os seus sentimentos entre forte desconfiança com sentimento de proteção pela Cora, fica torcendo pro Harry resolver suas merdas, é levado para uma linha de pensamento, de repente acontece algo que faz você desviar seu raciocínio todo e depois recomeçar as especulações do zero, e aí vai se afundando cada vez mais nesse mistério e no final das contas você está lá alucinadamente assistindo um episódio atrás do outro, arrancando os cabelos, sem conseguir largar a série até descobrir, afinal, o que caracas está acontecendo nesse negócio!! rsrs. Euzinha aqui, pelo menos maratonei essa série em um domingo porque não consegui esperar pra ver o que afinal aconteceu de verdade nessa bagaça.

Há quem diga que não gostou do final, eu achei bom e pra mim fechou tudo de uma maneira satisfatória. Mas, como sempre digo, essa é minha opinião, rs.

Enfim, The Sinner tem que estar na sua lista de séries para maratonar neste feriado de carnaval. Eu posso garantir que vai te deixar ansioso e distraído até o último capítulo.

Espero que gostem!! E claro, se quiserem falar sobre essa dica ou até mesmo dar outras sugestões basta deixar nos comentários aqui embaixo!

Beijos e até,

Gisele

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s